Grupo Cidade
Grupo Cidade
Governador Camilo Santana anuncia que aulas presenciais devem voltar apenas em setembro

Bares, cinemas e eventos que geram aglomerações continuam sem previsão de retorno

O governador Camilo Santana (PT) informou que escolas e universidades não deverão voltar com aulas presenciais neste mês de agosto. O anúncio se deu em comunicado ao lado do prefeito Roberto Cláudio (PDT), durante live neste sábado, 1. A previsão é que as aulas retornem em setembro, mas se o cenário da pandemia de Covid-19 for favorável.

Será definido, ao longo das próximas semanas, fases, formato e protocolos a serem seguidos no retorno das aulas presenciais. Conforme o governador, Estado vai agir "com muita prudência e responsabilidade" para evitar novo aumento de casos confirmados de Covid-19 e mortes pela doença. Os eventos que geram aglomeração continuam sem previsão de retorno, adiantou Santana. Ele garantiu que o comitê deverá realizar avaliações da situação epidemiológica do Estado.

Ficou decidido que Fortaleza segue na Fase 4 da retomada econômica, mas cinemas e bares ainda não têm permissão de funcionamento.

Em sua fala, o prefeito Roberto Cláudio destacou a necessidade de padronização de protocolos sanitários entre escolas públicas, privadas e universidades, além de capacidade de monitorar o público (alunos, professores e comunidade). Atualmente, Fortaleza está inserida na 4ª fase do plano, mas com limitações a alguns setores da economia, que ainda não foram liberados.

Confira abaixo:

Fortaleza segue na Fase 4. Cinemas e bares ainda não têm permissão de funcionamento;

Municípios da Macrorregião de Fortaleza avançam para a Fase 4;

Macrorregiões do Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe continuam na Fase 2;

Macrorregião Norte segue para a Fase 2;

Macrorregião do Cariri segue para a Fase 1.

Balanço de casos e óbitos

O número de casos confirmados da Covid-19 no Ceará soma 173.882 diagnósticos positivos, com 7.698 mortes pelo vírus Sars-Cov-2. Os dados são da plataforma IntegraSUS, atualizada às 09:15:53, deste sábado (01), pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa).

Há ainda 74.161 casos suspeitos. Desde o início da pandemia, foram realizados 468.221 testes para identificar o novo coronavírus. Fortaleza concentra os maiores índices do coronavírus: 3.692 mortes e 42.016 casos confirmados. A capital, que está na segunda semana da fase 4 do plano de reabertura econômica.

Em seguida no número de casos estão as cidades de Sobral (9918) e Juazeiro do Norte (9.524). Na Região Metropolitana de Fortaleza, Maracanaú concentra 5.276 diagnósticos positivos 231 mortes. Caucaia, a segunda cidade em número de óbitos, registra 5.026 casos, e 319 desses evoluíram para a morte. Também macrorregião da capital, Maranguape contabiliza 4.089 diagnósticos positivos e 106 mortes.

Outras cidades do Ceará também se destacam com número crescente de casos: Crato (3.272), Quixadá (2.891) Tianguá (2.642), Acaraú (2.470) e Camocim (2.173), Caninde (1.742), Eusebio (1.608), Aquiraz (841), Trairi (670), Beberibe (647).

 

COMENTÁRIOS