Grupo Cidade
Grupo Cidade
Pra que falar pra todo mundo, se não é todo mundo que vai ouvir?

É comum as pessoas dizerem que querem vender para o máximo de pessoas possível e querem o sucesso na internet. E parece que isso é só uma decisão e que sua realização acontece do dia para a noite.

Imagine que temos um corante roxo brilhante muito eficiente, ao aplicarmos uma porção de 100ml em uma piscina, logo notaríamos toda a água roxa. Agora, imagine esse mesmo corante sendo colocado na mesma quantidade no oceano, ele não significaria nada diante da imensidão. Da mesma forma é o público. Vender para as massas é como falar pra todo mundo e não atingir ninguém. Ser específico é melhor, sábio e economiza tempo, evitando frustração.

Seth Godin, faz uma reflexão sobre quando a gente diz ao cliente: “Não é pra você”. Isso mostra a sua capacidade de respeitar alguém o suficiente para não desperdiçar seu tempo, tentar agradá-lo ou insistir que mude suas crenças. Além disso, mostra respeito com as pessoas a quem quer servir na internet. Quando você diz: “Eu fiz isso pra você. Não foi para os outros. Foi pra você”. Tem que ser de verdade, entendeu?

Não importam o que as pessoas que você não deseja servir pensam. O que importa é conseguir mudar as pessoas que confiam em você, que se conectam com você, aquelas a quem pretende servir. 

E a quem você pretende servir, você sabe? O servir é a principal ferramenta da internet e coloca você num momento colaborativo. Em vez de falar, para cliente, consumidores, por quê não tratar todos como alunos? 

O marketing jamais pode ser egoísta. Ele é generoso e trata de ajudar os outros a se tornarem quem desejam se tornar. Envolve a criação de histórias honestas que se difundem e repercutem muito mais que conhecimento, mas a própria experiência de uso no próprio contexto. 

Tipo assim: meu contexto é marketing. Não entendo sobre piscinas. Mas falar da piscina roxa pode trazer você para o meu contexto de forma mais rápida. A compreensão máxima aqui é de que o marketing não é uma corrida para adicionar mais recursos por menos dinheiro. Ele é nossa busca por mudanças em prol de quem servimos. 

Quem nunca se perguntou “como posso melhorar meu produto”? Se você já fez essa pergunta, você está comprometido com o seu público. Neste caso, ele é o Menor Mercado Viável. É a sua piscina roxa, buscando outras piscina que possa propagar os seus produtos e/ou serviços de forma autêntica, íntegra e honesta.

Quer saber mais como eu sirvo no marketing? Só chamar no instagram @lidufigueiredo. Prometo servir você com honestidade, carinho e respeito.

 

Lidu Figueiredo é mestra em Administração de Empresas com foco em Estratégia de Marketing para empresas no contexto do luxo, empresária e consultora de marketing que usa eventos como ferramenta estratégica. É consultora em estratégias de marketing para construção de imagem das empresas. Nos últimos anos, já treinou mais de 5000 pessoas de forma presencial. Como professora universitária, contribuiu para a formação de muitos eventólogos, marketeers, designers, jornalistas e publicitários ao longo de 10 anos.

 

COMENTÁRIOS