Grupo Cidade
Grupo Cidade
"A gente não precisa de armas. Precisa é de amor e música", diz Ivete Sangalo


Foto: Divulgação

Conhecida pela postura discreta em relação a temas políticos polêmicos, a cantora Ivete Sangalo tem dado o que falar com um vídeo que circula na internet.

A gravação, ocorrida este ano, exibe a baiana cantando com Carlinhos Brown e desabafando sobre a questão do armamento social. "A gente não precisa de armas. Precisa é de amor e música", disse Ivete.

Brown, por sua vez, emendou: “Armas pra quê? A gente precisa é se amar muito”.

Confira o vídeo:

 
Polêmica com Anitta
 
Ivete Sangalo se recusou a comentar as polêmicas envolvendo seu nome e Anitta. Tudo começou quando a funkeira teve um áudio vazado, onde afirma que a baiana teria sugerido que ela se convidasse ao vivo em um programa de TV para participar de um DVD de Sangalo. A polêmica também envolveu Claudia Leitte e Preta Gil. “Acho que todas essas histórias venham de canais negativos, sem otimismo, a gente já tem muito assunto difícil para lidar. Acho importante quando você reconhece a sua essência, sua verdade. Não há nada que o outro diga que possa colocar em risco a sua integridade. Você está fortalecido naturalmente quando reconhece o que você é e ações que realiza. Nenhuma outra pessoa pode trazer para mim o ônus de uma coisa que não vivo. Quando você responde a isso, canaliza isso. Quando você é um amplificador dessas ideias negativas, você acaba reforçando aquela atitude, que é uma atitude mesquinha, sem nenhuma estrutura emocional. Uma forma de você trazer o exemplo é do tipo: isso não vai continuar, porque tenho a compreensão e o distanciamento emocional dessas circunstâncias. Dentro dos meus 25 anos de carreira, da minha experiência como ser humano e das prioridades que regem a minha vida, entendo que isso, definitivamente, é uma perda de tempo. Prefiro ser um canal para falar de coisas que têm relevância, como a discussão sobre o racismo. Me fortaleço vendo que isso se transformou numa discussão diária, permanente, falar de fato num assunto que tem relevância. Não fofoca, não 'disse me disse'. Vamos nos utilizar de falar de fatos de relevância”, afirmou em entrevista à TV Globo.

COMENTÁRIOS